A fome global por areia

Sem reposição de areia, boa parte da ilha alemã de Sylt, no Mar do Norte, já teria deseparecido
A areia fina faz cócegas entre os dedos, ondas acariciam suavemente a praia. Um sonho de verão que muitas pessoas querem desfrutar. Mas esse idílio não é mais uma obviedade, seja no Mar do Norte, na Sardenha, em Zanzibar ou em Cingapura. As costas são cada vez mais danificadas em todo o mundo. A razão para isso é a fome global de areia.
“Areia de construção é uma importante matéria-prima”, explica Harald Elsner, especialista em Geologia Econômica do Instituto Alemão de Geociências e Recursos Leia tudo…

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!