Com baixa procura por vacinação, verão traz risco de novo surto

Há dois anos, começou no Brasil um grande surto de febre amarela; governo teme que nova fase preocupante esteja se aproximando e pede colaboração na prevenção
A corrida por vacinas após o maior surto recente de febre amarela no Brasil, há quase dois anos, não foi suficiente para conter os riscos de expansão da doença. De acordo com números recentes do Ministério da Saúde, de 1º de janeiro a 8 de novembro deste ano, foram registrados 1.311 casos e 450 mortes, quase o dobro do identificado no mesmo período do ano anterior, 736 casos e 230 mortes.
Agora, com a proximidade do Leia tudo…

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!