Combate à malária: Como cães farejadores podem se tornar arma em países pobres

Freya, cachorrinha Springer Spaniel, que foi treinada para sentir o cheiro de malária
Cães farejadores estão sendo treinados para ajudar a diagnosticar malária em locais com dificuldade de acesso a sistema de saúde, com bons índices de sucesso. A ideia, segundo os cientistas, é conseguir análises rápidas em um processo simples e barato – sem necessidade de exames de sangue.
O trabalho foi apresentado nesta segunda-feira no congresso anual da Sociedade Americana de Medicina e Higiene Tropical, em Nova Orleans, nos Estados Unidos.
“As principais vantagens desse método com cães é que os testes são muito rápidos, não requerem coleta de sangue e Leia tudo…

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!