Espécie de rinoceronte que só tem mais dois animais pode ser salva da extinção por fertilização in vitro

Direito de imagemREUTERS
Sudan, o último rinoceronte branco do norte macho, que morreu em março de 2018

A história dramática do mamífero mais ameaçado de extinção do planeta, o rinoceronte branco do norte, pode ser reescrita pela fertilização in vitro, dizem cientistas. Eles usaram o método para produzir embriões a partir do esperma de dois machos que já morreram.
A técnica poderia ser uma maneira de “resgatar genes valiosos” de uma subespécie que já está praticamente extinta – Sudan, o último macho, morreu no começo deste ano com 45 anos. Agora, restam apenas duas fêmeas.
Os embriões não foram produzidos usando os óvulos delas, Leia tudo…

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!