Estudo retrata pressão da mineração sobre áreas protegidas

Área danificada pela mineração no Parque Nacional do Tumucumaque, no Amapá. Foto: Zig Koch/WWF.

Existem mais de 5.675 processos de mineração ativos na Agência Nacional de Mineração (ANM) — que vão de pedidos de pesquisa a autorizações de lavra — dentro de Unidades de Conservação de proteção integral e Terras Indígenas localizadas na Amazônia. O diagnóstico foi divulgado nesta terça-feira (09) pelo WWF-Brasil.
O estudo se baseou no cruzamento de dados dos títulos minerários da Agência Nacional de Mineração (ANM) com as poligonais das Terras Indígenas e das Unidade de Conservação na Amazônia Legal. O trabalhou também considerou as informações encontradas Leia tudo…

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!