Governança ambiental brasileira é ‘retrocesso gradual’, dizem especialistas

“Retrocesso gradual”. É dessa forma que seis estudiosos do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) definem a governança ambiental brasileira para cumprir as metas do Acordo de Paris — tratado das Nações Unidas sobre a mudança do clima, que rege medidas para reduzir a emissão dióxido de carbono a partir de 2020, e lutar contra o aquecimento global. As conclusões foram publicadas, no domingo, 8/7, na revista internacional Nature Climate Change. Os autores mostram como a descontinuidade de políticas públicas pode prejudicar o cumprimento do tratado além Leia tudo…

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!