Mortes misteriosas de árvores antigas que são ícones da savana africana intrigam cientistas

Direito de imagemJOCELYN ALEXANDER
Panke, o mais antigo baobá africano conhecido, que aparece nesta imagem registrada em 1997, foi um das árvores que morreram

Uma árvore considerada ícone da savana africana está morrendo em circunstâncias misteriosas.
Cientistas internacionais descobriram que a maioria dos baobás mais antigos e maiores da África morreram nos últimos 12 anos.
Eles suspeitam de que a morte possa estar ligada a mudanças climáticas, embora não tenham evidência direta disso.
A árvore pode alcançar dimensões gigantescas e viver centenas, senão milhares de anos.
Os pesquisadores, de universidades da África do Sul, Romênia e Estados Unidos, afirmam que as perdas identificadas por ele são Leia tudo…

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!