Nova crise da água? O que pode ser feito para evitar outra seca em São Paulo

O índice de armazenamento caiu para menos de 40% da capacidade, o pior número desde 2016.
Hoje, o reservatório tem 39,6% de sua capacidade, segundo a Sabesp (companhia paulista de saneamento). Esse mesmo nível foi registrado em outubro de 2013, um ano antes do Estado de São Paulo iniciar o período de sua maior crise hídrica, quando milhões de pessoas passavam parte do dia com as torneiras secas.
Com a queda do nível de armazenamento, há uma nova crise de abastecimento semelhante à de 2014 e 2015 no horizonte? O futuro reserva novos períodos de escassez e de tempo seco? O que Leia tudo…

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!